3ª Jornada de Primavera

A jornada de 15 de Maio foi participada por um pequeno número de voluntários, que não levou demasiado a sério previsões meteorológicas que apontavam para uns 0,2 mm de chuva em cada período de 3 horas ao longo do dia. Ora, o que são 0,2 mm em 3 horas?!

O destino da equipa foi o Lousadelo, na margem norte da represa, onde em 2019/20 tinham acontecido grandes bolotadas. E já se tinham constatado indícios de que aqui a taxa de sucesso tinha sido superior à média. Mas desta vez ia fazer-se uma busca mais sistemática das pequenas plantinhas, demarcando-as com estacas de bambu, e dando-lhes alguns cuidados.

Mas, ao chegar ao local, logo se constatou que era essencial começar a fazer um trabalho de corte da rebentação de eucalipto ainda existente, pois a paisagem ainda era dominada por ela, mais pelo tamanho do que pelo número…

Assim, a maior parte da equipa dedicou-se aos eucaliptos, enquanto a outra se dedicava aos pequenos carvalhos. E foi, com efeito, possível confirmar a relativa abundância das pequenas plantas de origem seminal, um bom início para a recuperação paisagística desta área. Também dignos de nota, os arbustos plantados no Inverno de 2020, em geral com boa vitalidade.

Análise das condições do terreno, à chegada
As mimosas ainda dominam as margens da represa. Esta imagem capta sobretudo a encosta da margem norte (Cabeço da Gorda)
Os pequenos carvalhos de origem seminal, agora numa fase muito activa de crescimento, eram abundantes.
Outro carvalho de origem seminal. Por vezes já se deu algum cuidado de encaminhamento às pequenas árvores (corte de rebentações secundárias).
Musgos, fungos… um pequeno jardim junto a uma velha toiça de eucalipto.
Outro pequeno canteiro de pequenas e curiosas plantinhas, que nem sabemos chamar pelo nome…
Neste local contam-se 6 pequenos carvalhos e um arbusto plantado! Nota: esta foto foi tirada já na Terça-feira seguinte à jornada.
Lembram-se da recomendação de semear bolotas logo acima das toiças de eucalipto? Resultou! Nota: esta foto foi tirada já na Terça-feira seguinte à jornada.
Aqui um carvalho (de semente) e um folhado (plantado em 2020) disputam o espaço. Nota: esta foto foi tirada já na Terça-feira seguinte à jornada.

Aconteceu, contudo, que um chuvisco persistente tinha começado a cair logo no início da jornada. As folhas de eucalipto foram ficando bem molhadas, e as luvas, as calças, e o calçado dos voluntários também. Esperava-se uma “trégua” a qualquer instante, mas ela não apareceu. Previa-se almoçar no campo, mas o chuvisco aumentava de intensidade, pelo que se regressou à base da Quinta das Tílias. Para não voltar: já havia voluntários quase despidos e o chuvisco aumentava de intensidade! Acabou por ser uma meia-jornada bem aproveitada, mas aqui há tanto para fazer…

Perspectiva da área depois de realizados os trabalhos
Com pelo menos um voluntário meio despido, e outros meio molhados, não havia condições para regressar ao terreno.

A próxima jornada é de visita. Mais detalhes muito em breve.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s