Uma jornada difícil

A jornada de 1 de Junho foi exigente e desafiante: em pleno episódio meteorológico de temperaturas elevadas, previa-se contudo uma pequena descida para Sábado, uns 32 ºC de máxima que já pareciam toleráveis, com pequenos ajustes. A disponibilidade de um número simpático de voluntários fez o resto: decidiu-se realizar a jornada!

O local escolhido para os trabalhos foi o Vale da Várzea (poente), onde já se tinham removido eucaliptos, semeado e plantado árvores. O que havia a fazer neste dia era continuar a arrancar eucaliptos de origem seminal que entretanto surgiram, remover rebentação de eucalipto das toiças que ainda resistem e cuidar e assinalar as árvores plantadas, mais do que as semeadas, que já se aguentam muito bem sozinhas.

As dificuldades a enfrentar eram o declive elevado, a presença abundante de tojos nos locais mais frescos, as plantas de dente-de-leão, que ao mais pequeno toque lançam no ar uma nuvem de sementes e partículas susceptíveis de causar reacções das glândulas nasais, e claro, o calor, que ia aumentando ao longo da manhã.

De facto, e como se confirmou mais tarde, as previsões falharam, e a temperatura máxima chegou aos valores dos dias anteriores: 34ºC. Alguns voluntários sofreram pequenas recaídas, mas, com a ajuda das laranjas do Feridouro, todos se recompuseram, e os trabalhos continuaram até quase às 13 horas.

DSC00073
Voluntários cortando rebentos e arrancando eucaliptos de origem seminal
DSC00072
Zona ainda com significativa ocorrência de rebentação de eucalipto
DSC00077
O dente-de-leão (Taraxacum, mas tudo indica que não o officinalis) ocupou sobretudo os lugares de plantação das árvores, aproveitando a fertilidade acrescida
DSC00074
Um medronheiro plantado este ano
DSC00083
Um carvalho de origem seminal (semeado no Outono de 2017)
JFerro
Sinalização das árvores mais pequenas com estacas de bambu (foto de João Ferro)

Como medida minimizadora das esperadas dificuldades, tinha-se previsto um almoço abrigado dos calores da hora do meio dia, na base de operações da Quinta das Tílias. A seguir ao almoço, e como não se podia regressar ao campo com os tais 34ºC, ofereceu-se aos voluntários a visualização de um belíssimo filme de animação: “O Profeta”, inspirado no famoso livro com o mesmo título, de Khalil Gibran.

Kahlil_Gibran's_The_Prophet_poster

Depois deste emocionante e inspirador momento (com cerca de 1h 30m), decidiu-se voltar ao trabalho. Eram 16 horas e os termómetros ainda marcavam 32ºC, mas como a tendência era agora para baixar…

Voltou-se ao mesmo local e, nas duas horas seguintes, conseguiu-se percorrer o que faltava desta área de 1,6 ha, mas de facto as encostas mais difíceis e inclinadas ficaram para o final, o que pareceu consumir mais rapidamente as energias ainda disponíveis para este dia. E a temperatura que se recusava a diminuir!

Pelo lado positivo, constatou-se que toda a parcela está já bem preenchida com árvores e arbustos autóctones, em boa medida com origem em sementeira directa. Já quanto às árvores plantadas este ano, algumas já acusam a seca de várias semanas, e sem dúvida que todas (as plantadas) necessitarão de rega mesmo que o Verão seja “normal”. Também há bastantes árvores de rebentação de toiças antigas: algum carvalho roble, também algum carvalho-negral, não obstante a espécie ser de ocorrência pontual nesta região, e sobretudo sobreiros.

DSC00086
A presença abundante dos tojos nas áreas mais inclinadas, constituiu uma dificuldade adicional
DSC00082
Uma gramínea

A jornada terminou com um reparador lanche, e a habitual foto de despedida, já com um voluntário em falta. Tinha sido um dia difícil e exigente para os voluntários, mas apesar disso com resultados bem positivos no terreno. Obrigado a todos pelo esforço.

DSC_4397
Voluntários do dia (faltando já um)

Esta jornada integrou a agenda da Semana do Ambiente de Águeda e foi participada por voluntários de Aveiro (grupo da Nova Acrópole), de Águeda/Alicante e de Águeda/Macedónia! Bem, sem esquecer a equipa de Águeda/Belazaima e Águeda/Feridouro!

A próxima é a última jornada de Primavera. Não percam!

Paulo Domingues

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s