4ª jornada de Inverno

A 4ª jornada de Inverno foi participada por voluntários dos “quatro cantos” da Europa e a sua língua “oficial” teve mesmo de ser o inglês, embora também se tenham falado português e espanhol.

O dia esteve quente, quase um Verão antecipado, como já se previa, e por isso os torrões das árvores a plantar foram bem encharcados para que estas consigam suportar esta temporada atípica. No entanto, dado continuarmos a plantar na zona do Vale de Barrocas, a encosta de exposição norte acabou por ajudar a não se sentir tanto o relativo calor.

Como nas jornadas anteriores, os voluntários, 12 de manhã, caminharam até ao local dos trabalhos e aí atentaram na lição sobre plantação, sempre importante quando há bastantes voluntários estreantes. Depois, mãos à obra: em equipas de quatro, plantaram-se carvalhos, medronheiros, pilriteiros e castanheiros, sempre avançando para oeste nas cotas mais elevadas da área disponível.

IMG_20190223_095019
A caminhada até ao local de plantação (MF)
IMG_20190223_100709
Momento de formação (MF)
IMG_20190223_100811
Carga de equipamentos e materiais (MF)
DSC_4062
Do outro lado do ribeiro, o Cabeço Santo, onde se podem agora identificar facilmente as muitas plantas do género Acacia que aí ainda “residem”.

Com a ajuda das laranjas do Feridouro, a manhã decorreu animada, indiferente às temperaturas que foram subindo, atingindo os 23ºC na hora do almoço. Este, mais uma vez, foi em forma de piquenique, sendo pela primeira vez este ano seguido de uma pequena sesta, para recuperação de energias.

DSC_4061
Equipa de plantação em acção
IMG_20190223_104851
Pura poesia, apesar do esforço (MF)
IMG_20190223_123816
As exigências da jornada e o calor inabitual não roubaram boa disposição (MF)
IMG_20190223_104915
Equipa em momento de pausa. Ei, porque há um voluntário com uma picareta e um machado?! (MF)
IMG_20190223_112333
Comunidade de cogumelos, descoberta pela Margarida (MF)
IMG_20190223_130212
O almoço foi da forma a que já nos voltámos a habituar desde que estamos a plantar (MF)

Já com o sol em trajectória descendente, quase não se sentiram os 24ºC de máxima atingida neste dia de Fevereiro, e os trabalhos continuaram até ao completo esgotamento do stock de árvores disponível. Com mais um voluntário à tarde, três dedicaram-se ao corte de rebentos de eucalipto, abordando os últimos rebentos que se encontravam nesta zona.

DSC_4068
Equipa encalorada, entre urze-vermelha em flor
DSC_4071
À tarde, um pequeno grupo abordou os últimos rebentos de eucalipto presentes nesta área
DSC_4073
Plantam-se as últimas árvores
DSC_4080
Equipa do dia
IMG_20190223_173545
O regresso (MF)

Finalmente, sem árvores, sem rebentos de eucalipto e quase sem energias, a jornada deu-se por concluída perto das 17 horas, não sem antes se tomar um regenerador lanche. Não obstante as condições menos favoráveis e a presença de elevado número de voluntários estreantes, tinha sido uma jornada muito produtiva!

Obrigado a todos os participantes e à Margarida Fonseca (MF) pela colecção de fotos.

Paulo Domingues

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s