Última Jornada do Verão

A última jornada voluntária do Verão, decorrida a 18 de Setembro, foi participada por apenas 3 voluntários. A área alvo dos trabalhos foi o Vale de São Francisco, junto à aldeia do Feridouro, onde as mimosas insistem em permanecer, não obstante os vários trabalhos já ali realizados no passado. Aliás, não apenas permanecer, mas crescer vertiginosamente, sobretudo nos solos frescos do coração do vale.

 Assim, o trabalho dos voluntários foi essencialmente o corte de mimosas. Mas às vezes o problema era chegar junto delas: num antigo caminho que atravessava o vale, o silvado tinha crescido tanto que não era possível avançar. Solução: moto-roçadora, que trabalhou toda a manhã. Nos socalcos aqui escavados para plantar eucaliptos em 2006, o silvado não estava tão presente, mas também se fez algum corte selectivo de matagal em torno das árvores e arbustos plantados nos últimos anos.

Mimosas e silvado: uma combinação difícil na aproximação ao coração do vale
Nos antigos socalcos de eucaliptos, a movimentação era mais fácil do que junto ao vale, mas as mimosas eram igualmente muitas
Dificilmente se observa outra coisa que não mimosas neste cenário, e no entanto existe.
E os trabalhos prosseguem em direcção ao coração do vale…

Embora a presença das mimosas fosse opressiva, um olhar optimista de quem acompanhou a evolução desta área desde os primeiros trabalhos há uns 6 anos permitia concluir que a densidade de mimosas não é agora tão elevada como no início, e que o que aqui terá faltado terá sido um acompanhamento mais atempado da situação, pois já sabemos que qualquer operação de remoção de mimosas tem que ter continuidade. Nesta área, os declives elevados não facilitam esse acompanhamento, ainda que nos socalcos, não obstante o elevado impacto que teve a sua criação, seja mais fácil trabalhar.

A equipa trabalhou com grande dinâmica (para compensar o reduzido número de braços), e pelo final do dia via-se trabalho feito: o antigo caminho estava desobstruído, tinham-se cortado muitas mimosas e ainda arrumado ramadas, pois todas estas mimosas espalhadas pelo terreno dificultariam trabalhos futuros. Era bom poder voltar aqui antes de chuvas mais intensas aumentarem o caudal de água corrente no vale, mas, temos tanto para fazer…

Depois de algumas horas de trabalho já se tinha chegado ao vale e trabalhado na encosta da outra margem
Um loureiro e outras autóctones resgatados da sombra das mimosas
Uma equipa pequena mas produtiva (certo, é uma auto-avaliação!)

As jornadas de Verão de 2021 terminavam por aqui, 16 anos depois do grande incêndio do Cabeço Santo. Mas curiosamente, apenas alguns dias depois (da jornada), e apesar de as condições em 2021 serem muito diferentes das de 2005, ocorreu uma situação meteorológica idêntica à da noite de 17 para 18 de Setembro de 2005: um episódio de vento leste nocturno, associado à ocorrência de um anticiclone centrado no Canal da Mancha:

Uma situação característica: com o cair da noite de 20/9, a temperatura desce e chega a atingir 15ºC, ao mesmo tempo que a humidade relativa se aproxima dos 100%. Mas depois, levanta-se o vento de leste, a temperatura sobe quase 6ºC em 2 horas e a humidade relativa cai para 45%. Felizmente desta vez, sem consequências…

Mas agora sim, o Verão parece ter terminado. E o Outono prevê-se muito activo: mimosas, eucaliptos, bolotas, sementeiras, plantações, tudo isso fará parte do menu de Outono. O anúncio da temporada virá muito em breve. Até já!

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s