A jornada inaugural de 2018

O ano de 2018 iniciou-se com uma jornada voluntária extraordinariamente participada, com mais de 30 voluntários a não quererem perder a oportunidade de inaugurar o ano voluntário com a primeira jornada de plantação de árvores da época.

Com efeito, se até agora as jornadas foram sobretudo devotadas à sementeira, teremos agora algumas jornadas de plantação. No entanto, o elevado número de voluntários aconselhou a divisão do grupo: uma parte deslocou-se até ao Feridouro para trabalhar nas espécies invasoras e a outra ficou pelo Vale da Estrela, junto a Belazaima, para as plantações e também arrumações de ramada.

O dia estava frio, mas acordou com sol, o que ainda não tinha acontecido desde o início do ano, pois choveu praticamente toda a semana, deixando para trás os tempos de sede.

IMG_20180106_095024
O olhar atento da voluntária Liliana sobre o vale do ribeiro iluminado pelos primeiros raios de sol

No Vale da Estrela os voluntários dividiram-se ainda entre trabalhos de plantação e arrumação de ramada. A área a plantar, ardida no incêndio de Abril de 2017, dividia-se entre parcelas de eucaliptal e de pinhal. Todo o material lenhoso queimado que foi possível retirar com maquinaria já o tinha sido, mas nas áreas muito declivosas tal não tinha sido possível, por isso era necessário juntar as ramadas para tornar o terreno acessível e gerível no futuro. Por isso uma equipa de 4 voluntários dedicou-se inteiramente a este trabalho.

Os restantes voluntários dedicaram-se à plantação das árvores. As espécies disponíveis para este dia eram o sobreiro, o medronheiro, e o lódão-bastardo. O terreno não era muito fácil porque apareciam bastantes pedras grandes no caminho das ferramentas, e talvez por isso tenha acontecido o incidente inédito de se ter partido o cabo de uma picareta! Também as raízes dos eucaliptos são sempre um obstáculo, apesar de ao longo de uma faixa ter podido operar uma giratória a partir toiças e a arrancar raízes.

IMG_20180106_102344
A técnica de plantação em demonstração
IMG_20180106_102918
Medronheiro devidamente plantado
IMG_20180106_104723
Voluntários na arrumação da ramada
IMG_20180106_105307
Medronheiros em trânsito
IMG_20180106_120302
Sobreiro plantado

Depois de um almoço com a totalidade do grupo na base de operações da Quinta das Tílias – um almoço quente e à mesa! – o grupo voltou a dividir-se entre plantações e invasoras. Mas antes disso, ainda com boa luz, fotografou-se o grupo.

IMG_20180106_132707
O almoço foi quente e nutritivo, graças à Ana Teresa
DSC_2261
Desta vez, a foto do grupo fez-se depois do almoço

À tarde o vento soprou mais forte e assim até pareceu mais frio, mas, com a energia do almoço e o movimento dos braços e das pernas, ninguém arrefeceu (demasiado!).

No Feridouro, os voluntários dedicaram-se sobretudo ao arranque de plantas de mimosa no Vale de São Francisco e depois no corredor ecológico ribeirinho, primeiro no Chão do Linho e depois já dentro da mata da Altri Florestal. Para além do arranque, foram também cortados rebentos de eucalipto. Dentro da mata, o declive era por vezes elevado, obrigando os voluntários a grandes exercícios de equilíbrio!

IMG_20180106_151344
No corredor ecológico ribeirinho, os voluntários dedicam-se ao arranque de mimosas
IMG_20180106_145822
Um olhar (da Liliana) sobre o carvalhal ribeirinho
IMG_20180106_150319
Vida velha, vida nova…
IMG_20180106_151815
Vista do ribeiro, na zona do Chão do Linho, com o Vale de Barrocas em fundo
IMG_20180106_163924
Trabalhos de corte da rebentação de eucalipto
IMG_20180106_155457
A fazer escalada? Não, a arrancar mimosas!
IMG_20180106_152132
Um olhar sobre a diversidade e a beleza da vida vegetal
IMG_20180106_164312
Com a área do Vale de Barrocas em fundo, os voluntários têm um momento de descontracção e contemplação

Numa jornada inédita que contou com a presença dos presidentes da Direcção Nacional da Quercus e da Direcção do Núcleo Regional de Aveiro (!), foi também produzido um pequeno vídeo, a prometer novos esforços ao nível da divulgação e da promoção:

Tinha começado bem o ano de 2018! E há tanto para fazer ao longo deste ano, que bem precisamos que continue com este nível de entusiasmo. Obrigado a todos os voluntários! E em especial à voluntária Liliana Meleiro, pelas fotos, e ao Raul Silva pelo trabalho de video.

Paulo Domingues

2 Replies to “A jornada inaugural de 2018”

  1. Muitos parabéns queridos amigos Paulo e Jorge Morais!

    Bem hajam pela força, persistência, carinho, amor e determinação com que fazem esse maravilhoso trabalho de coração no Cabeço Santo

    Quem dera estar mais perto, para me puder juntar de vez em quando aos vossos voluntários

    Votos dum ano novo muito verde

    Com abraço do coração, Avani

    No dia 8 de janeiro de 2018 às 13:40, Recuperação ecológica do Cabeço Santo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s